Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Filiações 2019
Área do Utilizador
Parceiros Oficiais
Vantagens Filiados
Vantagens Filiados
Calendários
Calendário Nacional FPC
Calendários Regionais
Info. Desportiva
Documentos/Formulários
Formação
Formação
Centros BTT
Documentação
Centros BTT
Regulamentos
Gerais
Estrada
Pista
BTT
BMX
Ciclocrosse
Trial
Escolas de Ciclismo
Ciclismo para Todos
Antidopagem
Arbitragem
Disciplina
Contactos
UVP-FPC
Associações
Organizador Provas
Notícias
 
Rui Oliveira sexto classificado em omnium
Equipa Portugal
O português Rui Oliveira foi o sexto classificado na prova de omnium da etapa da Taça do Mundo disputada, na última madrugada, em Cambridge, Nova Zelândia. É o melhor resultado nacional nesta disciplina olímpica na edição de 2018/2019 da Taça do Mundo de Pista.

Depois de, na véspera, ter contribuído para o resultado de Portugal na outra disciplina olímpica de resistência, Rui Oliveira subiu à pista para somar o maior número possível de pontos.

O gaiense começou o concurso de omnium com o nono lugar em scratch. Na corrida tempo melhorou o resultado, sendo o sexto. Voltou a ser nono em eliminação. Na corrida por pontos, Rui Oliveira venceu dois sprints e foi segundo no sprint de chegada, o que lhe valeu o sexto posto, com 94 pontos. O suíço Claudio Imhof venceu, com 113 pontos, mais um do que o bielorrusso Raman Tsishkou, e mais cinco do que o italiano Liam Bertazzo, segundo e terceiro, respetivamente.

O selecionador nacional, Gabriel Mendes, ficou muito satisfeito com a prestação dos portugueses nas disciplinas olímpicas da etapa neozelandesa da Taça do Mundo. “Conseguimos melhorar todos os resultados em relação às rondas anteriores. Estou muito satisfeito com o desempenho de todos. Em madison melhorámos muito, fomos mais competitivos e consistentes. O Rui Oliveira esteve muito bem no omnium e a Maria Martins, apesar de debilitada devido a gripe, deu o máximo e melhorou em relação à última etapa da Taça do Mundo”, explica Gabriel Mendes.

Além de Rui Oliveira, também Maria Martins voltou à pista na última madrugada, competindo em scratch. A representante da Equipa Portugal esteve muito combativa e teve a audácia de atacar de longe, sendo apenas absorvida pelo pelotão à entrada para a última volta. Sem tempo de recuperar para o sprint final, Maria Martins foi 16.ª e última classificada. A vitória foi conquistada pela italiana Martina Fidanza.

“O balanço global é muito positivo, principalmente porque demos um passo muito importante para garantir a qualificação para o próximo Campeonato do Mundo nas disciplinas olímpicas”, conclui o selecionador nacional.

O último acerto de pontos será feito no próximo fim de semana, em Hong Kong, na última manga da Taça do Mundo, que contará de novo com a participação da Equipa Portugal.
2019-01-20 - 10:10:00
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Ciclismo Vai Escola
Assembleia Geral
Documentos Assembleia Geral 30 março 2019
Inscrições Online
História do Ciclismo
História do Ciclismo
Marcos Históricos
Palmarés das Corridas Portuguesas
Volta a Portugal
PNED
Lojas Oficiais
Redes Sociais
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais