Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Filiações 2019
Área do Utilizador
Parceiros Oficiais
Vantagens Filiados
Vantagens Filiados
Calendários
Calendário Nacional FPC
Calendários Regionais
Info. Desportiva
Documentos/Formulários
Formação
Formação
Centros BTT
Documentação
Centros BTT
Regulamentos
Gerais
Estrada
Pista
BTT
BMX
Ciclocrosse
Trial
Escolas de Ciclismo
Ciclismo para Todos
Antidopagem
Arbitragem
Disciplina
Contactos
UVP-FPC
Associações
Organizador Provas
Notícias
 
Vitória emotiva de José Mendes em Melgaço
Estrada
O minhoto José Mendes (Sporting-Tavira) conquistou hoje, em Melgaço, o título nacional de fundo na categoria de elite, no culminar de uma prova de 197 quilómetros, disputada a alta velocidade, apesar de grande exigência do percurso.

Numa longa corrida praticamente sem um palmo de terreno plano, sucederam-se as fugas depois dos primeiros 60 quilómetros de competição. Primeiro estiveram adiantados oito corredores, entre os quilómetros 60 e 135.

A situação de pelotão compacto não durou muito. Ao quilómetro 143 atacaram mais sete ciclistas. O único repetente das duas iniciativas foi o corredor que alinhou com o dorsal número um, o campeão nacional de 2018, Domingos Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA). Este grupo de fugitivos nunca teve grande margem sobre o pelotão e acabou por cindir-se. Os mais resistentes foram mesmo Domingos Gonçalves e César Fonte (W52-FC Porto), alcançados a 22 quilómetros da chegada.

Quando se esperava que a subida só transposta na última volta fosse palco de ofensivas, não ocorreu qualquer movimentação de relevo. Sendo já na fase de aproximação à meta que Ricardo Mestre (W52-FC Porto) tentou surpreender de longe. O algarvio entrou no último quilómetro isolado, mas José Mendes respondeu nos mil metros finais.

Disputado em subida acentuada, o quilómetro final deixou as emoções ao rubro, nos corredores e no público. Ricardo Mestre resistiu até à última curva, a 50 metros da chegada, mas José Mendes, num último fôlego, passou pelo portista e impôs-se ao fim de 4h39m33s de prova (média de 42,282 km/h). Ricardo Mestre foi o segundo classificado, a 2 segundos. Também a 2 segundos chegaria António Carvalho (W52-FC Porto), que pode lamentar não ter saltado do pelotão mais cedo, pois fez uma grande recuperação nos últimos 150 metros, quase “colando” a José Mendes.

A competir no Minho natal, o vimaranense José Mendes saboreou um triunfo de grande emoção, para o próprio e para os muitos apoiantes que o vitoriaram após o final da corrida.

“É sempre uma corrida especial, nunca se sabe o que vai acontecer. Proporcionou-se estar na frente na fase final e, no último quilómetro, fui buscar forças a todos aqueles que estavam a apoiar-me e a gritar por mim. As últimas pedaladas foram graças a eles. A corrida foi dura, disputada a grande velocidade. Ainda tenho de digerir este resultado”, confessou José Mendes, visivelmente emocionado.


Classificações completas: Clique Aqui
2019-06-30 - 16:16:00
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
120 Anos FPC
Ciclismo Vai Escola
Inscrições Online
História do Ciclismo
História do Ciclismo
Marcos Históricos
Palmarés das Corridas Portuguesas
Volta a Portugal
PNED
Lojas Oficiais
Redes Sociais
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais